SALA DE RECURSOS MULTIFUNCIONAIS: REVISÃO SISTEMÁTICA DE UMA DÉCADA DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA / MULTIFUNCTIONAL RESOURCE ROOM: SYSTEMATIC REVIEW OF A DECADE OF SCIENTIFIC PRODUCTION / SALA DE RECURSOS MULTIFUNIONALES: REVISIÓN SISTEMÁTICA DE UNA DÉCADA DE PRODUCCIÓN CIENTÍFICA

Juliana Berg, Carla Luciane Blum Vestena, Cristina Costa-Lobo, Maria de Fátima Joaquim Minetto

Abstract


Com o objetivo de compreender como pesquisas brasileiras investigaram as Salas de Recursos Multifuncionais entre os anos de 2007 e 2018, apresentamos revisão sistemática de vinte e cinco artigos disponíveis nas bases científicas CaPes, Scielo e Redalyc, redigidos em português no domínio da Educação. Como resultado mais expressivo constatou-se escassez de estudos, tendo havido aumento de 68% em pesquisas publicadas nos últimos 5 anos, porém, essas desenvolvidas em apenas nove estados brasileiros. Há evidência de lacunas científicas, diferenças de operacionalização e da necessidade de discussão dos conceitos e modelos adotados. A abordagem mais utilizada nas pesquisas é qualitativa com utilização de entrevistas analisadas com base em conteúdo. Não foram localizadas pesquisas sobre deficiência neuromotora. Concluiu-se que apesar da elevada demanda de pessoas deficientes no Brasil e da evasão apontada pelo Ministério da Educação, há pouca compreensão e evolução no modelo adotado.

Para comprender cómo la investigación brasileña investigó las salas de recursos multifuncionales entre 2007 y 2018, presentamos una revisión sistemática de veinticinco artículos disponibles en las bases de datos científicas CaPes, Scielo y Redalyc, escritas en portugués en el campo de la educación. Como resultado más significativo, hubo una escasez de estudios, con un aumento del 68% en los estudios publicados en los últimos 5 años, sin embargo, estos se desarrollaron en solo nueve estados brasileños. Hay evidencia de lagunas científicas, diferencias operativas y la necesidad de discutir los conceptos y modelos adoptados. El enfoque más utilizado en la investigación es cualitativo utilizando entrevistas basadas en contenido. No se encontraron investigaciones sobre discapacidad neuromotora. Se concluyó que a pesar de la gran demanda de personas discapacitadas en Brasil y el abandono señalado por el Ministerio de Educación, hay poca comprensión y evolución en el modelo adoptado.

The present study focused on investigating the professional quality of life of special education teachers of primary and secondary education in Greece. In particular, the three dimensions of the professional quality of life of special education teachers were investigated, based on participants' responses and some demographic-general characteristics. In addition, the possible relevance of the three dimensions of professional quality of life to each other was investigated. The sample of the study was 106 special education teachers of primary and secondary education. The Professional Quality of Life Scale (ProQOL)-Compassion Satisfaction and Fatigue, Version 5 (Stamm, 2009) was used to assess professional quality of life. The statistical package SPSS version 21.0 was used for statistical analysis of the data. Statistical assumptions were tested for a default level of statistical significance a=.05. The analysis of the data showed that the level of participants' job satisfaction was high, while the level of secondary traumatic stress and burnout was low. A statistically significant relation was found between specialization in special education and job satisfaction, secondary traumatic stress and burnout of special education teachers, respectively. Age and years of service of special education teachers were found to be statistically significant in relation to their burnout. It also emerged that teachers’ secondary traumatic stress was associated with job satisfaction and burnout. The findings of the present study are expected to contribute to improving the professional quality of life of special education teachers.

 

Article visualizations:

Hit counter

DOI

Keywords


sala de recursos multifuncional; atendimento especializado; revisão sistemática / sala de recursos multifuncionales; servicio especializado; revisión sistemática / professional quality of life, job satisfaction, secondary traumatic stress, burnout

Full Text:

PDF

References


Albuquerque, R. A.; Nonato R. M. N.; Figueiredo L. L. Salas de recursos e o uso de jogos para o ensino de conceitos matemáticos. Revista Educação Especial, Santa Maria. [online] v. 22, n. 34 p. 155-163, 2009. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/532. Acesso em: 10 out. 2018.

Alves, D. O. Sala de recursos multifuncionais: espaços para atendimento educacional. Brasília, 2006, 36p.

Anache, A. A.; Resende, D. A. R. Caracterização da avaliação da aprendizagem nas salas de recursos multifuncionais para alunos com deficiência intelectual. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro. [online] v. 21, n. 66, p. 569-591, sept. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782016000300569&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Baptista, C. R. Ação pedagógica e educação especial: a sala de recursos como prioridade na oferta de serviços especializados. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online] v. 17, n.1, p. 59-76, aug. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382011000400006&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Bertuol, C. Salas de recursos e salas de recursos multifuncionais: apoio especializado a inclusão escolar de alunos com deficiência/necessidades educativas especiais no município de Cascavel – PR. Monografia. Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2010.

Brasil. Ministério da Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei Nº 11.494, Art. 24. Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, 20 de jun. de 2007.

_______. Ministério da Casa Civil. Subchefia para Assuntos Jurídicos. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. N. º 13.146, 06 de jul. de 2015.

_______. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial. A Educação Especial na Perspectiva da Inclusão Escolar: o atendimento educacional especializado para alunos com deficiência intelectual. Autores: Adriana L. L. V. Gomes; Jean-Robert Poulin; Rita Veira Figueiredo. Universidade Federal do Ceará, 2010.

_______. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Especial. Censo Escolar 2016. Brasília: 2016.

Braun, P.; Nunes, L. R. O.P. A Formação de Conceitos em Alunos com Deficiência Intelectual: o Caso de Ian. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online] v. 21, n. 1, p. 75-92, mar. 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382015000100075&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Beltrame M., J.; CIA, F. O atendimento educacional especializado nas salas de recursos multifuncionais da educação infantil. Revista Educação Especial, Santa Maria. [online] v. 30, n. 57, p. 69-81, jan.-abril, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/18891. Acesso em: 03 nov. 2018.

Bezerra, G. F. Inclusão escolar de alunos com deficiência: uma leitura de Pierre Bourdieu. Rev. Bras. Educ. Rio de Janeiro. [online] v. 22, n. 69, p. 475-497, jun. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-24782017000200475&lng=pt_BR&nrm=iso. Acesso em: 14 de nov. 2018.

Calheiros, D. S.; Fumes, N. L. F. A educação especial em Maceió/Alagoas e a implementação da política do atendimento educacional especializado. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online] v. 20, n. 2, p. 249-264, jun. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382014000200008&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Camargo, E. P. Inclusão social, educação inclusiva e educação especial: enlaces e desenlaces. Ciênc. Educ., Bauru. [online] v. 23, n. 1, p. 1-6, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ciedu/v23n1/1516-7313-ciedu-23-01-0001.pdf Acesso em ago. de 2018.

Chagas, J. F.; Fleith, D. S. Perfil de adolescentes talentosos e estratégias para o seu desenvolvimento. Psic. Teor. e Pesq., Brasília. [online] v. 27, n. 4, p. 385-392, dec. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-37722011000400001&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Esteves, T., Ricou, M., Franco, A., Campina, A., & Costa-Lobo, M. Identidade da psicologia: Revisão sistemática de uma década de literatura. Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación, Portugal. [online] v. extra, n. 04, p. 001-005, 2017. Disponível em: http://revistas.udc.es/index.php/reipe/article/view/2146. Acesso em: 10 jan. 2018.

Fuck, A. H.; Cordeiro, A. F. M. As professoras da sala comum e seus dizeres: atendimento educacional especializado nas salas de recursos multifuncionais. Revista Educação Especial, Santa Maria. [online] v. 28, n. 52, p. 393-404, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial/article/view/16093. Acesso em: 05 nov. 2018.

Ghedini, S. G. Giroto, C. R. M.; Felisberto, L. T. S. Deficiência Intelectual: compreensão de professores. Journal of Research in Special Educational Needs, EUA. [online] v. 16, p. 360–365, 2016. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/1471-3802.12160/abstract. Acesso em: 04 nov. 2018.

Ingles, M. A.; Zaboroski, A. P. Sala De Recursos Multifuncionais E O PDE (Paraná- Brasil). Journal of Research in Special Educational Needs, EUA. [online] vol. 16, p. 962-966, aug., 2016. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/1471-3802.12351/full. Acesso em: 29 out. 2018.

Jesus, D. M.; Aguiar, A. M. B. O calcanhar de Aquiles: do mito grego ao desafio cotidiano da avaliação inicial nas salas de recursos multifuncionais. Revista Educação Especial, Santa Maria. [online] v. 25, n. 44, p. 399-416, 2012. Disponível em: Acesso em: 04 nov. 2018.

Levy, Y., & Ellis, T. J. (2006). A systems approach to conduct an effective literature review in support of information systems research. Informing Science: International Journal of an Emerging Transdiscipline, EUA. [online] v. 9, n.1, p.181-212, 2006. Disponível em: http://www.scs.ryerson.ca/aferworn/courses/CP8101/CLASSES/ConductingLiteratureReview.pdf. Acesso em: 02 nov. 2017.

Lopes, E.; Marquezine, M. C. Sala de recursos no processo de inclusão do aluno com deficiência intelectual na percepção dos professores. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online] v. 18, n. 3, p. 487-506, sept. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382012000300009&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2017.

Mantoan, M.T.E. Inclusão escolar: O que é? Por quê? Como fazer? São Paulo: Moderna, 2003, 50p.

Mazzotta, M. J. S. Fundamentos da educação especial. São Paulo: Pioneira, 1982, 137p.

Minetto, M. F. J.; Bermudez, B. Bioecologia do Desenvolvimento na Síndrome de Down: Práticas em saúde e educação baseadas em evidências. Curitiba: Ithala, 2017, 352p.

Mori, N. N. R.; Brandao, S. H. A. O atendimento em salas de recursos para alunos com altas habilidades/superdotação: o caso do Paraná. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online] v. 15, n. 3, p. 485-498, dec. 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382009000300011&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Nakano, T. C.; Wechsler, S. M. Criatividade: Características da produção científica brasileira. Aval. Psicol. Porto Alegre. [online] v. 6, n. 2, p. 261-270, dez. 2007. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1677-04712007000200015&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Oliveira, C. C. B.; Manzini, E. J. Encaminhamento e Perfil do Público-Alvo da Educação Especial de uma Sala de Recursos Multifuncionais: Estudo de Caso. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online] v. 22, n. 4, p. 559-576, dec. 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382016000400559&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Oliveira, M. A.; Leite, L. P. Educação inclusiva: análise e intervenção em uma sala de recursos. Paidéia, Ribeirão Preto. [online] v. 21, n. 49, p. 197-205, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-863X2011000200007&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Pagnez, K. S. M. M.; Pietro, R. G. Atendimento Educacional Especializado. Journal of Research in Special Educational Needs EUA. [online] v. 16, p. 201–206, 2016. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/1471-3802.12142/full. Acesso em: 03 nov. 2018.

Paisan, M. S.; Mendes, E. G.; Cia, F. Atendimento educacional especializado: aspectos da formação do professor. Cadernos de Pesquisa, São Paulo. [online] v. 47, p. 964-981, jul./set. 2017. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/ojs/index.php/cp/article/view/4242. Acesso em: 23 nov. 2018.

Paraná. Instrução Nº 013/08 – Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. SUED/ SEED. Estabelece critérios para o funcionamento da Sala de Recursos para o Ensino Fundamental – séries finais, na área da Deficiência Mental/Intelectual e/ou Transtornos Funcionais Específicos. Curitiba, 2008.

______. Instrução Nº 016/2011 – Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. SUED/ SEED. Estabelece critérios para o atendimento educacional especializado em Sala de Recursos Multifuncional Tipo I, na Educação Básica. Curitiba, 2011.

Pietro, G. R.; Sousa, M. Z. L. Educação Especial: o atendimento em salas de recursos na rede municipal de São Paulo. Rev. Centro de Educação UFSM, Santa Maria. [online] v. 32, n. 2, p. 375-396, 2007. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/680/489. Acesso em: 29 out. 2018.

Rios, G. A.; Mendes, E. G. Blogs de Professores da Educação Especial: A Imagem das Experiências do Trabalho Desenvolvido em Salas de Recursos na Internet. Journal of Research in Special Educational Needs EUA. [online] v. 16, p. 275–279, 2016. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/1471-3802.12149/full> Acesso em: 10 nov. 2018.

Rocha, H. F. O atendimento educacional especializado no processo de inclusão: relato de uma experiência na sala de recursos. Monografia. Universidade Federal do Rio de Janeiro/Cead, Petrópolis, 2009.

Sampaio, RF; Mancini, MC. Estudos de revisão sistemática: uma guia para síntese criteriosa da evidência científica. Rev. Bras. Fisioter. São Carlos. [online] v. 11, n. 1, p. 83-89, fev. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-35552007000100013&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Santos, J. O. L. et al. Atendimento Educacional Especializado: Reflexões sobre a Demanda de Alunos Matriculados e a Oferta de Salas de Recursos Multifuncionais na Rede Municipal de Manaus-AM. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online], v. 23, n. 3, p. 409-422, sept. 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382017000300409&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Silva, C. M.; Silva, D. N. H. Libras na educação de surdos: o que dizem os profissionais da escola? Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo. [online], v.20 n.1, p. 33-43, jan./abr. 2016. Disponível em http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=282346233004. Acesso em: 10 nov. 2018.

Togashi, C. M.; Walter, C. C. F. As Contribuições do Uso da Comunicação Alternativa no Processo de Inclusão Escolar de um Aluno com Transtorno do Espectro do Autismo. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online] v. 22, n. 3, p. 351-366, sept. 2016 Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382016000300351&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

UNESCO. Declaração de Salamanca sobre princípios, política e práticas na área das necessidades educativas especiais 1994, Espanha, 1998.

Vilaronga, C. A. R.; Caiado, K. R. M. Processos de escolarização de pessoas com deficiência visual. Rev. Bras. Educ. Espec. Marília. [online] v. 19, n. 1, p. 61-78, mar. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-65382013000100005&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 14 nov. 2018.

Zilly, A. et al. Percepção de professores das salas de recursos em uma rede de ensino municipal do Paraná. Revista Educação Especial, Santa Maria. [online] v. 28, n. 51, p. 129-145, 2015. Disponível em: https://www.redalyc.org/html/3131/313132931011/ Acesso em: 14 nov. 2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.46827/ejse.v0i0.2884

Copyright © 2015. European Journal of Special Education Research (ISSN 2501 - 2428) is a registered trademark of Open Access Publishing GroupAll rights reserved.

This journal is a serial publication uniquely identified by an International Standard Serial Number (ISSN) serial number certificate issued by Romanian National Library (Biblioteca Nationala a Romaniei). All the research works are uniquely identified by a CrossRef DOI digital object identifier supplied by indexing and repository platforms.

All the research works published on this journal are meeting the Open Access Publishing requirements and can be freely accessed, shared, modified, distributed and used in educational, commercial and non-commercial purposes under a Creative Commons Attribution 4.0 International License (CC BY 4.0).