ESCOLA A TEMPO INTEIRO EM PORTUGAL. UM ANALISADOR DA POLÍTICA EDUCATIVA / FULL TIME EDUCATION IN PORTUGAL. AN ANALYSIS OF EDUCATIONAL POLICY

Helena Neves Almeida

Abstract


O 1º ciclo de ensino básico, consagrado na Lei de Bases do Sistema Educativo em Portugal, ocupa um lugar chave da política educativa dos vários governos após a revolução de 25 de abril de 1974, e constitui, globalmente, um dos problemas do sistema na medida em que exige políticas ativas. A Escola a Tempo a Inteiro (ETI) constitui uma espécie de cristalizador dessas medidas e simultaneamente constitui um indicador da política de educação e da administração do sistema. O artigo procede a uma revisão crítica e analitica de referencias documentais e bibliográficas para contextualizar a evolução conceptual e de implementação da Escola a Tempo Inteiro em Portugal.

 

The first cycle of basic education, dedicated in the Basic Law of the Educational System in Portugal, occupies a key place in the educational policy of the various governments after the revolution of April 25, 1974, and constitutes, overall, one of the problems of the system as far as it requires active policies. The FTE is a kind of crystallizer of these measures and at the same time is an indicator of education policy and system administration. The article proceeds to a critical and analytical review of documentary and bibliographical references to contextualize the conceptual evolution and implementation of the Full Time Education in Portugal.

 

Article visualizations:

Hit counter

DOI

Keywords


politica educativa, escola a tempo inteiro, escola a tempo integral, politicas públicas / educational policy, full time education, public policies

References


Carneiro, A. Henriques. Evolução e Controlo do Ensino em Portugal. Da Fundação Da Nacionalidade ao 1º Ministério da Instrução Pública. Textos de educação. Lisboa, 2003.

Portugal. Ministério da Educação. Departamento de Avaliação, prospectiva e Planeamento. A Evolução do Sistema Educativo e o PRODEP. Estudos Temáticos, Vol. I. 1ª edição. Lisboa, 1998.

___________. Ministério da Educação. Departamento de Avaliação, prospectiva e Planeamento. A Evolução do Sistema Educativo e o PRODEP. Estudos Temáticos, Vol. II. 1ª edição.Lisboa, 1997.

Portugal. Ministério da Educação. Departamento de Avaliação, prospectiva e Planeamento. A Evolução do Sistema Educativo e o PRODEP. Estudos Temáticos, Vol. III.1ª edição. Lisboa, 1998.

Pereira, Isaías da Rosa. Universidade (s) História Memória Perspectivas – Actas 1 – Congresso História da Universidades – 7º Centenário. Coimbra. 1991.

Cosme, A. e Trindade, R. Escola a tempo inteiro. Para que te quero? Profedições. Porto, 2007.

Pires, Carlos Augusto (2012). A “escola a tempo inteiro” – operacionalização de uma política para o 1.º ciclo do ensino básico: uma abordagem pela “análise das políticas públicas”. Tese de Doutoramento em Educação, administração e política educacional, Universidade de Lisboa, Instituto de Educação.

Pires, Carlos Augusto (2011). Escola a tempo inteiro: problematização de um “modelo” de Implementação. Atas do XI Congresso da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação, Instituto Politécnico da Guarda, 30 de junho a 2 de julho de 2011.

Pires, Carlos. (2007). A Construção de Sentidos em Política Educativa: o caso da Escola a Tempo Inteiro. Sisifo, Revista de Ciências da Educação, 4, 77-86. Disponível em http://sisifo.fpce.ul.pt.

Almeida, Maria Emília Bigotte (2009). Escola a tempo inteiro: a perspectiva dos pais, Confederação Nacional das Associações de Pais-CONFAP, Actas do X Congresso Internacional Galego-Português de Psicopedagogia. Braga: Universidade do Minho, 2009 ISBN- 978-972-8746-71-1.

Mons, N. (2008). Évaluation des politiques éducatives et comparaisons internationales. Revue Française de Pedagogie , 164, 5-13.

Thoenig, J.-C. (2004). Politique Publique. In L. Boussaguet, S. Jacquot, & P. Ravinet, (dir.). Dictionnaire des Politiques Publiques. Paris: Presse de la Fondation Nationale des Sciences Politiques. (pp. 326-333)

Despacho nº 12591/06 de 16 de Junho de 2006, do Ministério da Educação.

Despacho nº 14460/08 de 26 de Maio de 2008, do Ministério da Educação.


Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2018 Helena Neves Almeida

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright © 2015-2018. European Journal of Education Studies (ISSN 2501 - 1111) is a registered trademark of Open Access Publishing Group. All rights reserved.


This journal is a serial publication uniquely identified by an International Standard Serial Number (ISSN) serial number certificate issued by Romanian National Library (Biblioteca Nationala a Romaniei). All the research works are uniquely identified by a CrossRef DOI digital object identifier supplied by indexing and repository platforms. All authors who send their manuscripts to this journal and whose articles are published on this journal retain full copyright of their articles. All the research works published on this journal are meeting the Open Access Publishing requirements and can be freely accessed, shared, modified, distributed and used in educational, commercial and non-commercial purposes under a Creative Commons Attribution 4.0 International License (CC BY 4.0).

 
Histats.com © 2005-2018 - GDPR: tracker policy -Integrate your policy - this website policy - Check/do opt-out